Never-ending story

 



Nesta última semana piorei. Se por um lado melhorei imenso da fibromialgia e até já estava em fase de desmame, por outro piorei da atm.

Talvez devido à goteira, ou talvez por já não fazer as massagens regulares, ou talvez não, estou com uma inflamação na cara. E custa. 

Para ser sincera é das coisas que mais me custa, a sensação de ardência na cara, o repuxar do lado esquerdo, a contração muscular daquele lado todo, e a falta de sensibilidade ao toque. Agora foi para o lado direito também. Não tanto nem tão forte, mas já está a começar. Tenho os ouvidos a ferver, por dentro, o maxilar preso, a nuca contraída. Já conto com duas idas á urgência para levar com um relaxante intravenoso. Ajuda, mas de manhã volta a ficar mal.
Falaram em punção seca, lá fui eu experimentar. Com agulhas do tipo de acupuntura, ele vai espetando até acertar no músculo. Quando acerta, sente-se uma dor e logo a seguir um relaxamento do músculo. Em certos sítios, ele passou corrente entre duas agulhas.
Uma hora lá deitada, com agulhas espetadas na cara, corrente a passar entre elas e os músculos a tremer. Aguenta-se, mas dói. Dói e deixa moído, como se fosse pisado, uma negra incolor.
Passado uma hora já em casa, voltou tudo ao mesmo.
Desesperante. 
Voltamos ao início, com os mesmos medicamentos que já tinha deixado. Nova crise, disse ele, desta vez na face, pescoço e ombros.
Sabe, disse, vai ter que viver com isto a sua vida toda. Eu sei, pensei. É tão fácil falar quando se está do outro lado, sem dor.

Esta saga não tem fim. 






Marta 
Sent from my iPad

Comentários

Siga-nos por aqui | Instagram